EMPRESAS DO PROJETO SWEET BRASIL ESTARÃO NA ANUGA E NA SSME Imprimir E-mail
Escrito por Assessoria de imprensa | Apex   
Qui, 08 de Outubro de 2015 08:07

São Paulo, outubro de 2015 – O Sweet Brasil, projeto setorial de promoção de exportação desenvolvido em parceria pela ABICAB e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos - Apex-Brasil, levará marcas nacionais de confectionery para duas das maiores feiras do setor de alimentos e bebidas do mundo. Uma delas é a Anuga, que acontece de 10 a 14 de outubro em Colônia, na Alemanha; a outra é a Sweets&Snacks Middle East (SSME), que será realizada de 27 e 29 de outubro em Dubai, nos Emirados Árabes.

O pavilhão brasileiro na Anuga é organizado pela Apex-Brasil e reunirá 83 empresas brasileiras. Dentre elas, estarão importantes empresas do setor, como Aladim, Docile, Jazam, Peccin, Vonpar, Garoto, Toffano e Prodasa. Já na SSME estarão presentes, Docile, Dori, Montevérgine, Jazam, Peccin, Riclan, Simas e Toffano. Como as feiras acontecem em datas distintas, várias empresas terão a oportunidade de participar de ambas.

“O apoio da ABICAB nas feiras é fundamental -- estamos caminhando para a terceira participação na SSME, a cada ano obtendo um resultado melhor. O perfil do visitante da feira é focado em doces e chocolates, isto facilita muito a negociação”, comenta Alain Wehbe, gerente de exportação da Peccin, que estará nos dois eventos.

Focada especialmente nos mercados dos Emirados Árabes e norte da África, a Montevérgine pretende incrementar em 30% suas exportações nesse ano. “Nosso foco é a linha de Torrone com Amendoim que, para a exportação, recebe uma embalagem especial com o nome de Nougat Bar. Além disso, iremos trabalhar as barras de cereais e nossos Rolinhos de Wafer, da marca Tub-in”, destaca João Ricardo, gerente de exportação da empresa.

A Chocolates Garoto espera surpreender os visitantes com o Talento Branco recheado com Doce de Leite, sucesso recém-lançado no Brasil. “A Anuga recebe grandes varejistas internacionais e clientes que operam com outras categorias além de confectionery. São importadores líderes em seus mercados com outras categorias que têm sinergia com chocolate, o que nos proporciona oportunidades interessantes”, observa Isabela Weigert, de Trade Marketing da Chocolates Garoto.

Investindo cada vez mais em exportação, a Jazam participará das duas feiras. “Os eventos internacionais são nossa chance de oferecer novos produtos e divulgar a empresa globalmente. O contato pessoal é insubstituível para consolidar negócios com atuais clientes e também para iniciar novas parcerias”, conclui Adriano Gabaldi, gerente de exportação da Jazam.

Sobre o Sweet Brasil

O Projeto Sweet Brasil tem como foco a ampliação das exportações do setor, proporcionar o aumento quantitativo e qualitativo de suas vendas internacionais e incentivar e preparar a indústria instalada no Brasil para a exportação, fortalecendo o processo de internacionalização. Atualmente com mais de 100 empresas congregadas, engloba toda a cadeia produtiva nacional, representando 100% do mercado de cacau, 92% do de chocolates, 80% do de amendoim e 70% do de balas e confeitos. O Brasil é o 4º maior produtor de confectionery do mundo e o 6º maior mercado de consumo. Para participar do projeto acesse: http://www.sweetbrasil.org.br/br/participe.

Sobre a ABICAB

A ABICAB – Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados - foi fundada em 1957 com o objetivo de responder pela política do setor junto às esferas públicas e privada, tanto no Brasil quanto no exterior. Suas diretrizes são voltadas para a valorização destas indústrias. Atualmente, a ABICAB engloba a cadeia produtiva brasileira, representando 92% do mercado de chocolates, 70% do mercado de balas e confeitos, 80% do mercado de amendoim e 100% do mercado de cacau. Dentre as principais atividades desenvolvidas em prol do fortalecimento e desenvolvimento do setor, destaca-se o Programa Sweet Brasil, criado em março de 1998, que tem por objetivo promover os produtos brasileiros no mercado externo, por meio de parceria com a Apex-Brasil.