Aprosoja Brasil assina acordo com a Câmara de Comércio da China Imprimir E-mail
Escrito por Agência Estado | Rural BR   
Sáb, 13 de Abril de 2013 07:51

A Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil) assinou na sexta, dia 12, um acordo de cooperação com a Câmara de Comércio de Importação e Exportação de Gêneros Alimentícios da China. O objetivo é fortalecer as relações e promover intercâmbios entre a cadeia produtiva da soja dos dois países. Glauber Silveira, presidente da Aprosoja Brasil, disse que uma das prioridades dos produtores brasileiros é a liberação de novas tecnologias por parte do governo chinês, como a soja de segunda geração (RR2) da Monsanto.

Juntamente com o senador Blairo Maggi (PR/MT), o presidente da Aprosoja embarca na segunda, dia 15, para a China, onde manterá contatos com autoridades chinesas e tradings sobre a questão da liberação das novas tecnologias e também prestar esclarecimentos sobre os atrasos nos embarques de soja nos portos brasileiros por causa das deficiências logísticas.

Silveira explicou que o acordo de cooperação com a câmara de comércio chinesa prevê apoio na promoção de intercambio direto, além de investimentos em áreas estratégicas e desenvolvimento de seminários. O acordo prevê ações para agilizar o fluxo de informação sobre os mercados de futuros de soja nas bolsas da China e do Brasil, pois a necessidade de tradução é uma barreira nos dois países.

O acordo considera de "suma importância" a liberação de tecnologias novas agrícolas pelo governo chinês, como é o caso da soja e milho transgênicos. A cooperação também irá estreitar os laços dos produtores brasileiros com a indústria chinesa que consome a soja tanto para produção de óleo como para ração e produção animal.